quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Lajes Pintadas História e Participação: Natércia Maria da Silva comemora seus centenário de 100 seus anos de Felicidade no ano de 2015

Nascida no dia 08 de Janeiro do ano de 1915 situado no município de Lajes Pintada sendo filha de Izabel Borges da Silva e Francisco Mauro Barbosa·, nossa história no tempo será voltada para relatar um pouco da história de Natércia Maria da Silva, que aos seus 100 anos de idade ainda residem na cidade onde nasceu vivendo na atual hoje; na Rua João Francisco Borges nome dado e homenageado ao seu avô na época. Viúva de Severino Laurentino da Silva (Vulgo Dourado), onde namorou muitos anos chegando a casar-se com o mesmo tendo 22 filhos nascido e 11 ainda em vida. Agricultora e mulher trabalhadora rural  do campo, sua residência na época era na Rua que hoje chamamos de José Ferreira Sobrinho; quando não estava na roça, seu outro trabalho favorito era costurar roupas para seu uso diário onde era vestido e costurado a mão. Por ser dentre os seis filhos da família a terceira mais comportada, as festas que sempre gostava de ir, seu irmão Antônio Moura  o acompanhava dando segurança e responsabilidade na maioria das vezes quando estava disponível, e tão somente  com as benções de seus pais. Natércia jovem voltada para os afazeres do lar,  casou na casa grande da comunidade de Boqueirão onde era realizada as  cerimônias pelo pároco Benjamim vindo da Matriz de Santa Rita de Cássia de Santa Cruz.
Por se tratar de muitos anos voltado no tempo ainda não existia a Capela de Nossa Senhora da Conceição e os casamentos eram celebrados na residência de Beatriz Maria da Conceição (Bial). Nossa veterana na época casou com Severino Laurentino e primo pelo grau de parentesco aonde estiveram residindo na comunidade Lajes Pintadas. No decorrer dos anos Natércia ficou viúva onde logo em seguida teve o apoio dos pais para dá continuidade já na companhia dos seus filhos e prosseguimento na sua vida de trabalho para sustentar a família. Passaram-se os anos e seus filhos (a) foram casando alguns até saindo do lar materno se deslocando para fora do município. Na história de nossa aniversariante, constatamos que devido ao afeto repassado pelos irmãos, Natércia esteve se separando de uma de suas irmãs Maria de Lourdes Moura que deixou seus familiares para residir no Rio de Janeiro. Conversando com seus familiares Maria do Socorro e Maria do Carmo as mesmas nos repassaram que desde a sua ida para o Rio  de Janeiro saindo do município aproximadamente no ano de 1930, não mais obtiveram noticia; se ainda em vida, hoje possivelmente teria 105 anos de idade.
Ao seu centenário de muitas histórias e felicidades em vida no dia 08 de Janeiro do ano de 2015; é considerada a segunda mulher mais idosa do município, sendo  uma das muitas veteranas na participação da história municipal que deu origem ao município de Lajes Pintadas. Aos seus 100 anos de idade  Natércia Maria da Silva é mãe de grandes nomes tendo como filhas Maria do Socorro, Maria do Carmo, Terezinha de Jesus e Margarida Maria (Nenê) já os homens pelo município outro grande Veterano temos o José Laurentino (mochinho), em Santa Cruz encontramos Raimundo Segundo (tidinho) em Natal Raimundo Nonato, além de Francisco Laurentino, Bevenuto Laurentino, Manoel dos Nascimento e João Maria da Silva. Ainda na participação  a heroína é considerada vovó de 29 netos e bisavó de 24 bisnetos.
A maior festa segundo a família é reunir aos filhos, netos e bisnetos para realizar neste sábado (10/01)  aos seu (100) centésimo aniversário no ano de 2015. Hoje aos cuidados devido em sua  idade a Sra. Natércia é cuidada pelas filhas Socorro e Maria além da sua outra filha Terezinha que todos os dias traz o amor e o carinho para dar o banho a sua mãe. No dialogo de encerramento estivemos perguntando as filhas se a idosa ainda lembra ou faz gesto de sua infância! Socorro da Silva nos repassou que nem sempre, mais às vezes a Senhora pede para voltar ao seu lar vivido durante longas datas.