quarta-feira, 24 de julho de 2013

Serviço de Fortalecimento e Convivência de Vínculo Familiar de Lajes Pintadas (SCFV) realiza reunião com beneficiários da ação social do município.

Nesta terça-feira (25) a secretaria Municipal de Assistência do Bem Estar Social do município de Lajes Pintadas pelo serviço de Fortalecimento e Convivência de Vínculo Familiar, esteve se reunindo com diversas mães do município que tem seus filhos nos cadastros realizados dentro dos programas de ação social para a realização de um importante debate onde teve inicio as 14h00min horas da tarde em sua sede localizada na Rua  José Varela.

A reunião  com participação das  mães sendo da zona rural e Urbana, esteve ainda focando a diversos assuntos voltados para o controle social das famílias e nas sugestões repassadas pelas representantes familiares  onde durou quase 1 hora e meia de dialogo participativo. Dentre os assuntos abordados a representante em assistência Social pelo programa de referência Social – CRAS a jovem Dagda Sara esteve relatando sobre o programa + educação onde os filhos tramitem no cadastro e na participação do ensino e no acompanhamento da frequência escolar na soma pelos programas de serviço social. 

As escolas das redes públicas de ensino estaduais, municipais fazem a adesão ao Programa e, de acordo com o projeto educativo em curso, optam por desenvolver atividades nos macrocampos de acompanhamento pedagógico; educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica. Disse Dagda! Dentre os discursos repassados por vários profissionais que estiveram se fazendo presente; a assessora representante da Ação social Mali Alessandra esteve ainda enfatizando sobre a abrangência do programa dentro da Secretaria do bem estar social do município onde irá trabalhar no conceito de formalizar e juntar a todos os serviços de convivência e fortalecimento de vínculos organizando os  Serviços de Proteção e Atendimento Integral as Famílias em geral.

Cada uma das situações de fragilidade enfrentadas pelos cidadãos deve receber um tipo de atenção diferenciada, de acordo com as necessidades de cada um. Além disso, as potencialidades das famílias devem ser ponto de partida para a organização dos serviços de proteção básica de assistência social, que estimulam a participação social. Em razão disso, foi aprovada pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistencias que institui, na Proteção Básica, quatro serviços de convivência e fortalecimento de vínculos. Eles são organizados por faixa etária e têm como objetivo prevenir possíveis situações de risco da população em geral, visando à melhoria da qualidade de vida” Disse Marli.

Durante a reunião estivemos registrando ainda toda a equipe dos programas sociais voltado para o público infantil por sua coordenação sendo Francisco de Assis além ainda dos orientadores Sociais como Ítalo Felix, GilmaMoali e na parte esportiva  José Pereira e  Daladiê. Outros profissionais também compareceram a psicóloga Wilmaiza Xavier e a secretária de ação social Izabel Cristina que formalizou a reunião agradecendo a todas pela participação na reunião.