quinta-feira, 30 de maio de 2013

APOSENTADA DEZUITE HENRIQUE FALA DO SEU AMOR PELAS PLANTAS

Na tarde desta quarta-feira 29/05 já no finalzinho do dia estivemos realizando uma importante visita a moradora Dezuite Henrique de Souza em sua residência localizada na Rua Geraldo Gomes da Rocha a convite da moradora que nos deu a honra de mostrar seus bens mais preciosos dedicados a Mãe Peregrina Mãe Rainha. 

A visita foi rápida, mais a senhora aposentada de 58 anos de idade devota de Mãe Rainha nos contou um pouco de sua história no bem quere as flores e qual o seu significado. Na verdade a visita a residência de nossa amiga foi exclusivamente para mostrar  suas  joias raras mais preciosa localizada no quintal exterior de sua casa; a  primeira chamada Malvão com apenas 9 meses de idade tem sido o xodó da moradora por se tratar de uma das plantas mais apreciada pelos observadores de rosas que são destacada nos meses de Maio à Agosto quando ela demonstra belezas e exuberância por suas lindas flores gigantes. A segunda chamada Canafista ou buquê de Noiva por muito por seus lindos espirais.

Durante a nossa visita à moradora Dezuite esteve ainda nos repassando que outras flores são símbolos dedicados de suas verdadeiras idolatria onde são cuidadas com muito amor e carinho. Nossa agricultura rural falou ainda que desde  pequena que sempre apreciou as flores e as plantas onde cuidou até a idade de hoje das diversas plantas existentes em sua residência. Hoje Dezuite Henrique casada com Paulo de Souza sempre todos os dias mesmo em tempo de seca permanente nunca deixou de tratar bem suas lindas filhas consideradas por ela onde no total soma quase 80 qualidades de plantas. 

Ainda durante a entrevista; conversamos com nossa amiga onde a  esma nos repassou alguns nomes para assuas preciosidades como: Pau de Santa Rita, comigo ninguém pode, Rosa Dália, Crote, crote chuveiro, Magericão, Orquídea, Buquê de noiva,  samambaia, palmeira, crochê, bananeira e felicidade. Outras plantas existentes em seu belíssimo jardim não conseguiram identificar pelo menos mais que foram destinada e dedicada à santa mãe peregrina.